sexta-feira, 17 de outubro de 2008



voa meu cavalo alado voa...

voa bem alto, como o meu pensamento...

leva-me nas tuas asas para bem longe...

para lá do horizonte...

faz-me sentir o vento que anseio a cada momento...

por ti dou a cara ao medo,

a minha essêcnia á total descrença,

a minha vida pela tua magia...

voa meu cavalo alado voa...l

eva-me contigo no coração...

por entre vales e riachos

onde procuro os meus pedaços...

faz o meu sorriso durar,

o mesmo que tu ajudas a criar...

voa meu cavalo alado voa...

obriga o meu sangue a correr

a cada conquista por vencer...

leva-me onde quieseres mas leva-me...

leva-me no teu dorso,

deixa-me afagar a tua crina

que tanto me ilumina...

deixa-me alimentar da minha infância,

a mesma que tu tantas vezes coloriste...

por favor, não me deixes ficar triste...

voa meu cavalo alado voa...

não me tires os meus sonhos

que por ti são tão risonhos...

no teu silêncio encontro a paz que tanto procuro...

na tua beleza a minha pureza...

no teu sêr o meu sentido de viver...

voa me cavalo alado voa...

mas antes que partas,

preciso de te dizer que sem ti cavalo alado,

o meu mundo é gelado,

a minha vida é uma sinfonia

na qual não existem notas ou acordes,

apenas desilusões ou mortes...

faltas de valores e amores,

mesquinhices e pequenices...

voa meu cavalo alado voa...

leva-me contigo...

faz calar este grito...

o mesmo que chama por ti....

3 sonharam comigo...:

Antonio saramago disse...

Vai voando mas não caias, olha bem se não encontras nenhum precepicio onde o cavalo tenha de meter travões a fundo.
BFS minha sempre querida amiga.

Anónimo disse...

É lindo minha amiga, como sempre tu consegues juntar palavras e fazer-nos sonhar ... OBRIGADO ... todos nós temos o nosso CAVALO ALADO ... Bjs Anjo Negro

Anónimo disse...

É lindo minha amiga, como sempre tu consegues juntar palavras e fazer-nos sonhar ... OBRIGADO ... todos nós temos o nosso CAVALO ALADO ... Bjs Anjo Negro

Enviar um comentário