terça-feira, 14 de outubro de 2008


tantas vezes amei....

amei o simples prazer de poder amar,

amei o sabor agidoce,

amei o poder da paixão,

amei o bater a correr do coração,

amei tudo pelo que lutei...

tantas vezes chorei....

chorei com um desespero acutilante,

chorei por ser um ser humano errante,

chorei pelas batalhas que não ganhei,

chorei porque alguém magoei,

chorei por não aguentar uma dor,

chorei com raiva e ardor,

chorei por ausência de amor...

tantas vezes pensei...

pensei em desistir e fugir,

pensei que não valia a pena,

pensei que pagava o preço de sorrir,

pensei que o sol brilhava,

pensei que a chuva me travava,

pensei que era importante...

tantas vezes... tantas vezes....

peguei numa flor e adorei a sua cor,

beijei e ao seu gosto me prendi,

vaguiei e nos meus sonhos me perdi,

pedi abrigo ao meu anjo sofrido,

brindei com o meu diabinho ao prazer,

tantas vezes...

fui eu mesma...

1 sonharam comigo...:

Antonio saramago disse...

Amar e ser mal amada é muito frustrante.
Muitas vezes vale mais amarmo-nos só a nós próprios.

Enviar um comentário