quinta-feira, 30 de julho de 2009

Um sorrir que deixa de existir...


Barulho...Gritos...Escuro...
Encolhida fica entre pedras e entulho...
Engolida por um negro mundo...
Mais uma vida que se perde num segundo...

Terror...Incompreensão... Dor...
Esmagada por maldades, falsas verdades,
Mentiras sujas,mórbidas vontades,
Entre a espada e a parede sem amor...
Revolta-se contra a existência sem calor....

Desespero...Ira...Flagelo...
Olhos frios e vidrados como gelo...
Cintos apertados,punhos cerrados,
Marcas que desfiam um novelo...

Lágrimas caídas pela face inocente....
Esperança que se mostra ausente...
Presa numa guerra de adultos,seres impuros!
Um coração que se estilhaça em vidro fosco...
Mais um espinho,mais um desgosto...

Criança que se aninha num cantinho...
Apenas pedia o que merecia... Um carinho...
Alma que se perde do seu caminho...
Inocência que chora baixinho...

Mais uma atrocidade cometida!
Mais uma vida vida perdida!
Mais uma história sem final feliz...
Mais uma prova da loucura humana...
Criatura nefasta,impura,insana...
Aque colhe uma vida, o imaculado profana...

Não se houve mais choro...Um silêncio...
Corpo prostado no chão...
Ensanguentado,queimado,inanimado...
Deixa de bater um frágil coração...
Não sente mais dor...
Perdeu o direito ao amor!
Foi-lhe ceifado o sopro sagrado...
Retirado o brilho e ar castiço vincado...
Não pode mais sorrir...deixou de existir!

Mais uma criança que já não suspira
por um amor que nunca lhe foi dado...
Mais uma criança que se encontra
dentro de um caixão fechado...

Vitima da violência de gente demente...
Uma entre muitas que ainda sofrem...
E que seu destinho não escolhem...

8 sonharam comigo...:

KOTTA disse...

Mais um texto que foca a violência exercida sobre crianças, que infelizmente é o pão nosso de cada dia. Nunca será demais gritar contra certas injustiças praticadas contra crianças indefesas que nem culpa tem de vir ao Mundo.Muita coisa terá que mudar mas para isso a Justiça terá que ter mão de ferro, porque está muito branda para estes casos. Bjos

Antonio saramago disse...

A Criança é sempre a vitima dos incúltos adultos, seja de maus pais, seja de terceiros, elas não têrm como se defender, entregam-se a si próprias e num qualquer recantinho tentam tentar arranjar algo e que possam sorrir, mas os seus corações já não têm capacidade de expansão e então as lágrimas são constantes e ao mundo vieram para serem tratadas como lixo.

▒▓█► JOTA ENE ® disse...

ºº

Passei e registei.

Bom fim-de-semana !!

Bjos

lia disse...

Desta vez... li até doer, deixei cravar a imagem para não esquecer... para nunca deixar de lembrar.

kelly G disse...

realmente é uma realidade intrepretada num texto!lindo!
parabens!
bj

Virtualmente Teu... disse...

Gostei deste blog onde encontrei um tipo de poesia bastante versatil e onde encontrei tambem muito romantismo e sentimento.
Pelo que li no poema Coração...Deixa-me...
acho que somos parecidos na dor.
Obrigado por tua visita no meu blog.

Kiss

Milésimo disse...

O ser humano é capaz do melhor e do pior... Neste caso, o que retrata o teu poema é a guerra e as suas consequencias nas crianças totalmente indefesas.
Os que comandam o mundo são os primeiros a mandar a bomba... e os primeiros a fugir...
Se pensarmos um bocadinho e tentarmos imaginar uma criança toda encolhida, aterrorizada no meio de uma guerra, ninguem fica indiferente...
Belissimo poema.

Bjs

★ Aralis ★ disse...

....
deixas-me sem palavras...
adoro ler o que escreves!

jokitas

Enviar um comentário